quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Meio Escudo

No dia 19 de novembro de 2017 , foi um dia muito especial na minha vida. Minhas irmãs Prósperas e eu do Moto Clube Medusas subimos mais um grau dentro do MC. De prósperas passamos para Meio Escudo. A diretoria, vice-presidente e presidente nos concederam essa honraria. Eu não esperava que isso acontecesse esse ano, sinceramente foi uma grande surpresa para mim. Me emocionei e chorei de alegria por causa desse grande presente. Um presente caro para mim, com muito valor. Estou em aprendizagem e angariando experiência com a minha Merida. Fomos pilotando de Diadema até Monte Santo de Minas durante aproximadamente 5h30 de viagem. Um caminho gostoso e tranquilo. Fomos a casa da nossa irmã Maria que não poupou esforços para nos atender. Foi de uma primazia sem igual, carinho, amizade e irmandade. Fizemos a nossa confraternização, estávamos todas presentes. A presidente Bruna, a diretora Néia, as escudos fechado Maga, Bonne e Ju, as PPs Ane, Elô, Maria e Eu.
Ainda existe um longo caminho e vou pacientemente encará-lo , vivenciá-lo e principalmente entender o espírito do moto clubismo e motociclismo. Agora entendo que Medusa viaja, pilota a sua moto, percorre caminhos, conquista. Com dignidade e ética, respeitando as hierarquias e participando de acordo com suas possibilidades oferecendo o seu melhor. 2017 está sendo fechado com chave de ouro. Quero agradecer primeiramente a Deus e a minha família. Meu esposo sempre fiel e companheiro, nunca impôs nada , sempre estimulou , apoiou pois compactuamos dos mesmos valores. Obrigada Medusas MC, a toda diretoria, a vice presidente Adri, a diretora de disciplina Flávia, a diretora do Paraná Fernanda, a minha linda diretora de São Paulo Néia e a presidente Bruna. 
Sei que através dos erros que vou cometendo irei transformar em aprendizado.
 Vida longa para todos. Eu sou o arco e Merida é a flecha.











































quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Salão 2 rodas 15/11/2017

Ontem fomos no pavilhão da Imigrantes visitar o Salão 2 rodas ,  cada um em sua moto, chegando lá percebi a mancada de ter que pagar o estacionamento para 2 motos. Ai já era tarde, vivendo e aprendendo. Consegui pagar meia entrada com o holerite de professora. Foi bem salgadinho. Mas valeu a pena o passeio. Tantas marcas famosas. quero parabenizar os organizadores da Harley Davidson por ter dado charme e elegância com banda de rock de primeira qualidade,  sem falar de suas máquinas.
Fiquei decepcionada com a Honda e Yamaha por terem apenas motos esportivas, urbanas, vejam só não tinha nenhuma estradeira, nem a shadow. A Yamaha trouxe apenas uma estradeira a Rebel porém não está a venda no Brasil. Onde já se viu a Honda e a Yamaha esquecer de um público tão específico e charmoso.
A Susuki me surpreendeu um pouco porém a Boulevard estava muito feia não tinha cara de estradeira. O que salvou um pouco foram as Chopper Haojue, fiquei um pouco triste por não ter mais a Intruder..
Com relação a minha preferência pelo tudo que vi a Indian está um espetáculo, considero a número 1 em elegância, charme, retrô ou seja, se pudesse comprar uma moto nesse dia com certeza seria a Indian. Em segundo lugar para mim ficou a Royal Enfield, amo esse estilo de moto, parece artesanal, lembra as motos da primeira guerra mundial, show de elegância e ainda por cima motor 500 que é a que eu estou procurando no futuro.
Confira as fotos que tiramos e espero estar contribuindo e recebendo opiniões experientes.
Meu coração não bate, ronca.