segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Continuação da atividade anterior WEBfólio - Mídias na Educação - UFJF

Como você entende a questão das Mídias inseridas no processo educacional. No seu cotidiano escolar, você consegue visualizar a inserção das Mídias. Como e de que forma? 

De acordo com a autora, é um texto que milita a ideia de que devem integrar as mídias nos processos educacionais em todos os níveis  e modalidades.
Apesar de ser uma área relativamente nova, tem tido grandes dificuldades de se consolidar. Devido aos obstáculos como pouca importância na formação inicial e continuada dos professores, indefinição de politicas públicas e poucos recursos para ações e pesquisas, confusão no conceito, práticas inadequadas, influência baseada nos efeitos negativos das mídias e integração das TICs apenas instrumental sem a reflexão e contextualização.
A mídia-educação participa do processo de socialização de todas as faixas etárias, é essencial nos processos de produção, reprodução e transmissão de cultura, desempenhando no exercício da cidadania.
A fase inicial da mídia-educação começa pelos anos de 1950 e tinha o intuito apenas de informar. Equivocadamente achavam que sua influência seria prejudicial. A UNESCO nos anos de 1960 referia a um modo um tanto confuso a apenas como meio de educação a distancia.
Surge um novo campo de ação com ênfase a leitura critica das mensagens midiáticas. Nos anos  de 1970 tornou-se uma ferramenta educacional com abordagem tecnicista e enfatizando a apropriação dos aspectos técnicos.
Já nos anos de 1980 com a Declaração de Grünwald reconhece a importância das mídias e não condena e nem aprova sua condição de poder, considera sua função instrumental na promoção da cidadania responsabilizando os governos de promoverem nos cidadãos uma compreensão crítica da sociedade.
Assim, a mídia-educação serve de formação para a apropriação e seu uso como ferramenta pedagógica para o professor. Na questão da criação, expressão e participação política de todos os cidadãos. As propostas continuam atuais mesmo com o advento da internet possibilitando interatividade, recomenda-se a integração da educação com a comunicação como fomento a participação do nosso aluno nesse novo ambiente que é o virtual.
Na EMEF que atuo, já desenvolvemos algumas ações voltadas a produção de conteúdo através das ferramentas tecnológicas, mas passamos por várias dificuldades em “amarrar” essas ações e divulgar. Por mais interessante que seja tratar desse assunto na teoria, percebemos que a prática tem sido um pouco complicada, pois dependemos de vários fatores, além do tecnológico para propiciar um trabalho mais integrado com a comunicação.


Nenhum comentário: