quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Caminhar é preciso

Voltei com o entusiasmo à procura de um curso para aprimorar meus conhecimentos. Quanto mais avanço na técnica mais conhecimento acadêmico vem sendo exigido. Preciso aprender novas ferramentas e melhorar o aprendizado das antigas. Ao mesmo tempo que estou retornando a pilotar minha moto procuro desenvolver habilidades que serão úteis em todos os setores da minha vida. Só que infelizmente não posso pagar os cursos que gostaria de fazer, então vou sobrevivendo com os tutoriais do youtube e da ajuda de meus colegas nos grupos de whatsapp que participo. a tecnologia da informação e comunicação segue lado a lado comigo, não tem como reduzir isso, a minha profissão exige que eu conheça o mundo virtual e desfrute do conhecimento que ele oferece. Minha Merida é uma tecnologia que me ensina muito. Ela me ensina a vencer o medo, me ensina a ter responsabilidade e conduta ética. Comecei a conhecê-la e a reconhecê-la. A moto me mostra o caminho do conhecimento, é uma flecha e eu sou o seu arco.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Ei moça, pare com isso!

Ouvir as opiniões alheias sobre um assunto que toca a sua ferida num primeiro momento te faz sofrer, te faz ficar numa espécie de luto. Durante 3 dias fiquei de luto, mas aprendi que a cada sentimento negativo que aparece troque-o por um positivo que redireciona o seu foco. É o que estou fazendo agora.

Felicidade e redes sociais

Assista o vídeo palestra do professor Leandro Karnal que faz uma excelente reflexão sobre o assunto.






quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Diário de uma sobrevivente

Hoje eu troquei o nome diário de uma sobrevivente por caminhos da Credelania. A palavra sobrevivente refere-se ao seriado e quadrinhos The Walking Dead. Estou esclarecendo novamente isso pois ouve muita má interpretação mesmo eu já ter explicado isso no facebook , twitter e google mais. Eu adoro The Walking Dead e me sinto parte desta história.